quinta-feira, 7 de maio de 2009

Gramática para ler jornais


Em primeiro lugar, este post é um reforço àquela ideia (sem acento) de que fica mais fácil estudar gramática quando se percebe a utilidade desse conhecimento em diversas áreas da vida.

Além disso, outro objetivo desse post é ressaltar o fato de que o jornalismo não é o espelho da realidade. O jornalismo é feito a partir de subjetividades, de impressões, de preferências, de escolhas...

Como exemplos, vejamos algumas manchetes de jornais impressos locais na terça-feira, 5 de maio de 2009:

Jornal Meionorte: Lula: dinheiro não falta
Jornal Diário do Povo: Lula cobra projetos
Jornal O Dia – Lula: ajuda contra as cheias só com projetos

A primeira manchete ressalta aspectos do discurso do presidente que, evidentemente, não são prioridade para quem redigiu os textos da segunda e da terceira manchete. Construiu-se, no jornal MN, uma manchete favorável ao mandatário da nação. Para não ser injusto, está no subtítulo do jornal MN a informação de “são necessários projetos”, mas a ênfase está no fato que o presidente é alguém disposto a superar qualquer limitação financeira para ajudar.

Sobre a segunda manchete, observamos uma ênfase no fato que Lula cobrou projetos. Com essa escolha lexical (verbo cobrar), o jornal Diário do Povo sugere que as autoridades locais estão cometendo falhas. Destaca-se, na manchete, uma cobrança feita pelo presidente. Lula é aquele que adverte sobre os erros cometidos.

Finalizando esse exercício semântico, acredito que, diante do discurso presidencial, a manchete do Jornal O Dia (imagem acima) foi a que mais se adequou aos fatos. Lá estão a promessa de ajuda e a condição (os projetos!) para que as verbas sejam destinadas.

5 comentários:

  1. Parabéns pela iniacitiva prof!
    vou linka-lo no meu orkut e no meu blog! ^^
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ah prof: espia meu twitter [ nova mania da internet ^^] http://twitter.com/deboralima0

    ResponderExcluir
  3. porfesso,r publique o seu email, ou se não for possivel me mande(emanuel_paiva7@hotmail.com) tenho um questionamento, não a cerca do post mas algo que precisa de um certo espaço... desde já agradeço
    Emanuel Paiva
    Seculus/humanas/tarde

    ResponderExcluir