quinta-feira, 30 de abril de 2009

Obrigado, Sílvia

Pois é... Explicando o termo gramaticopata, talvez o nome deste blog não fique tão estranho. Surgiu em uma sala de aula, após um exercício de orações coordenadas. Lá estava eu, analisando a letra de Mina do Condomínio, quando ouvi, pela primeira vez, a expressão gramaticopata: um psicopata por aspectos gramaticais...

E foi isso... gramaticopata é um neologismo, formado pela aglutinação dos termos gramática + psicopata. É uma expressão forte, muitas vezes engraçada, mas que serve para mostrar o quanto a gramática pode estar presente no dia a dia (agora sem hífen).

Fundamental: Sílvia, vocativo presente neste primeiro post, é o nome da aluna (grande amiga!) responsável pela criação do termo. Obrigado, Sílvia.

Fiquem à vontade. Este espaço é nosso para tratarmos de uma série de questões gramaticais, sociais, filosóficas, recreativas e diversas outras.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Aílton! Eu estou emocionadíssima, assim no superlativo!!! É muita honra minha, saber que uma simples brincadeira tenha se tornado tão real! Uau! E que bom que o meu inocente neologismo te incentivou a fazer uma coisa tão boa, que é compartilhar um pouco do seu enorme conhecimento com a gente! Parabéns pela iniciativa e eu sou a fã número um daqui!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o termo gramaticopatas...vou incentivar os amigos a ver o blog,sem esquecer do bom lápis e da boa caneta pra fazerem suas anotaçoes..hehe

    ResponderExcluir
  4. Professorrr....Blog legal fessor...falta só aquele video la..aí eu cantarei viu...rsrs...vlw professor...alias amigo né ...

    ResponderExcluir